» Notícia » PNPIC completa dez anos e COFFITO lembra importância da Política

A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) completa dez anos em 2016. Para lembrar a data e, ao mesmo tempo, mostrar como a PNPIC interfere na saúde da população e na atuação do fisioterapeuta e do terapeuta ocupacional, o COFFITO apresenta um pouco de sua atuação junto ao Conselho Nacional de Saúde (CNS), onde, atualmente, possui vaga de Conselheiro Titular, com mandato de 2016 a 2019, além de presidir a Comissão Interdisciplinar de Práticas Integrativas e Complementares do SUS no CNS.

O COFFITO foi, inclusive, pioneiro ao ser o primeiro conselho profissional da Saúde de nível superior a normatizar as práticas integrativas e complementares de saúde aos profissionais, além de inovar através da regulamentação da especialidade profissional de Acupuntura para as profissões de Fisioterapia e de Terapia Ocupacional.  

PNPIC e PICs

A Política e a utilização das Práticas Integrativas e Complementares (PICs) pelos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais já proporcionam benefícios à população. De acordo com o diretor-tesoureiro do COFFITO e representante no CNS desde 2008, Dr. Wilen Heil e Silva, existem publicações que elencam resultados positivos por meio da inserção das PICs nos municípios, denotando, assim, redução de prescrição de medicações quando o protocolo adotado é a Acupuntura. Segundo ele, associações e entidades científicas possuem registros de diminuição de custos com afastamentos, melhora na produtividade e no estilo de vida de trabalhadores.

Para o Dr. Wilen, a Política inseriu no Sistema Único de Saúde (SUS) a educação popular em saúde e práticas terapêuticas naturais, oferecendo alternativas à população. Além de mudar paradigmas, proporcionar novos enfoques, entre eles a prevenção e não apenas tratamento. “Através das PICs o profissional trata os sintomas visando eliminar a causa e promover estímulos aos pacientes para a mudança de  hábitos e estilo  de vida, gerando não só a cura da doença, como também a promoção da saúde, a qualidade de vida e felicidade do ser em todas  as sua esferas de relacionamento”, completou.   

COFFITO e o CNS

O trabalho desenvolvido junto ao CNS permitiu a inserção da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional em portarias e políticas do Ministério da Saúde, bem como inserção e discussão em diversas esferas do setor público relacionada à saúde da população.

O COFFITO colaborou com a criação da PNPIC, desde a participação na fase de estudos e grupos de trabalho até a sua aprovação.

 

  • seta ir para o topo