» Notícia » COFFITO realiza reunião com SBGG
  • Data: 14 de abril de 2016

COFFITO realiza reunião com SBGG

Atuação do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional na área de gerontologia é tema de encontro

O envelhecimento da população e a relação da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional na atenção da terceira idade foi uma das razões que motivou o COFFITO ao estudo de novas regulamentações às profissões na área de gerontologia. O trabalho realizado pelos profissionais com esta população foi, também, um dos incentivadores do encontro, realizado no dia 28 de março, na subsede do COFFITO, em Curitiba, com representantes da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). Participaram da reunião o presidente do COFFITO, Dr. Roberto Mattar Cepeda; a conselheira federal, Dra. Elineth Braga; a presidente do Departamento de Gerontologia da SBGG, Dra. Maria Angélica Sanchez; e a fisioterapeuta e membro da Comissão de Articulação Institucional da SBGG, Dra. Francielle Fialkoski.

A minuta de resolução que visa reconhecer a especialidade profissional para a Fisioterapia na área de gerontologia foi tema abordado pelo grupo, especialmente pelo fato de o texto em questão ser resultado de um estudo promovido por meio de grupo de trabalho, cuja composição possui fisioterapeutas titulados pela SBGG. Este documento deverá, ainda, ser analisado pela PROJUR do COFFITO e, posteriormente, enviado aos conselhos regionais, e disponibilizado aos profissionais por meio de consulta pública. Somente após estas etapas, deverá ser votado em plenária. Este trâmite também já está sendo realizado em relação ao reconhecimento da especialidade para a Terapia Ocupacional.

Parceria

O encontro possibilitou a discussão sobre uma futura parceria entre as entidades. Na ocasião, o Dr. Roberto Mattar Cepeda recordou que, após a aprovação das minutas pelo plenário do COFFITO, o próximo passo será o enquadramento da nova especialidade nas normativas relacionadas à titulação de especialista profissional, que requer a relação com uma entidade científica.

As representantes da SBGG aproveitaram para sugerir a possibilidade de uma parceria, a fim de que o processo de titulação possa ser realizado pela SBGG, considerando a trajetória na área do envelhecimento, além do interesse em aproximar os conselhos de classe da Sociedade. Apesar de preferir manter caráter multiprofissional, a SBGG avalia, ainda, a possibilidade de parceria com associações de Fisioterapia, de Terapia ocupacional, e com o COFFITO.

 

  • seta ir para o topo